Nossa história


Comunidade-atosSomos a Comunidade Atos, uma comunidade católica sem fins lucrativos, fundada em 04 de outubro de 2008, com sede no bairro Sítio Recreio dos Bandeirantes, Goiânia – Go. Uma Comunidade nova oriunda da Renovação Carismática, com sua origem na Arquidiocese de Goiânia, Paróquia Sagrada Família.

Fundada no ano Paulino, inspirada no Atos dos Apóstolos, recebemos da Igreja a graça especial de sermos impulsionados pelo Espírito Santo, a seguir os passos de Cristo pelo testemunho de São Paulo.

Após a confirmação do seu chamado a vida consagrada, Igo Neander escreve uma carta ao Pe. Luiz Augusto, seu pároco e diretor espiritual, contando-lhe os anseios do seu coração e do coração dos co-fundadores, também servos na paróquia Sagrada Família. Havia também na carta o pedido de ajuda para que esse projeto se realizasse. Sem hesitar os acolheu e cedeu-lhes o espaço anteriormente pertencente à Comunidade Profetas do Amor, que foi extinta.

A palavra inspirada: “Perseveravam na doutrina dos apóstolos, nas reuniões em comum, na fração do pão e nas orações. De todos eles se apoderou o temor, pois pelos apóstolos foram feitos também muitos prodígios e milagres em Jerusalém, e o temor estava em todos os corações. Todos os fiéis viviam unidos e tinham tudo em comum. Vendiam as suas propriedades e os seus bens, e dividiam-nos por todos, segundo a necessidade de cada um. Unidos de coração, freqüentavam todos os dias o templo. Partiam o pão nas casas e tomavam a comida com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e cativando a simpatia de todo o povo. E o Senhor cada dia lhes ajuntava outros, que estavam a caminho da salvação.” (Atos 2, 42-47).

O livro dos atos se divide em duas partes: a primeira retrata a influência do Espírito Santo nas primeiras comunidades. A ação clara do Espírito Santo na vida dos primeiros cristãos direciona nossa vida a dependência total do Espírito Santo. Reconhecer que não somos nada sem o Pai, sem o Filho e sem a ação do Espírito Santo. Por Ele somos libertos do egoísmo, e impulsionados a experimentar a fé católica como força transformadora.

A segunda parte retrata a luta dos apóstolos, de maneira especial Pedro e Paulo, pelo anúncio do evangelho. Por esse mesmo caminho somos chamados a trilhar.